"Como a rotina pode fazer você voltar a amar a sua casa" - Moça de Casa | Carreira, estudos e rotina: de casa

"Como a rotina pode fazer você voltar a amar a sua casa"

by - outubro 18, 2019



A Isabelle Dias vive contando a história de como ela, durante muitos anos, enchia a boca para dizer que “rotina não era pra ela” e que “ela precisava de uma novidade todo dia” para se manter entusiasmada com um projeto, um emprego, uma vida… E desde a primeira vez que eu ouvi esse relato, eu me identifiquei t a n t o

Talvez seja um mal de humanas e/ou de pessoas muito ligadas a algum tipo de arte (escrita, música, fotografia etc.). A gente tem essa glamourização eterna das coisas novas, e desconhecidas, e das ideias revolucionárias. Enquanto isso, ouvimos que rotina é algo chato, maçante, homicida da felicidade. 

Por acreditar nisso, eu já compliquei muito o caminho de algumas conquistas. Afinal, constância e consistência são essenciais para se construir aquilo que só o tempo constrói: projetos e relações de bases sólidas, prontos para durar

Isso só mudou ao final de 2017, quando eu tomei um choque de realidade e vi que só conquistaria certos objetivos se deixasse o glamour das inovações constantes de lado e me dedicasse a hábitos melhores. Como a Isa diz, “tijolinhos que vão construir o castelo da sua vida dos sonhos”. 

Com esse background, eu passei a amar rotinas. E percebi que elas só são o que fazemos delas. Rotinas repletas de hábitos de amor só podem resultar em mais amor, enquanto rotinas repletas de indiferença e ausência de cuidado só podem resultar em… Bom, acho que tu já sabe.

Até sair da rotina faz parte da rotina. Isso, é claro, se não vierem de um lugar de autossabotagem e preguiça, mas sim de aventura responsável. Quando eu levo minha criança interior para tomar sorvete, mas sei que não dá pra alimentá-la só com esse tipo de coisa no café da manhã, almoço e jantar, entende?


Qual não foi a minha alegria quando, há um tempo atrás, a Thais Godinho (m u s a) escreveu um post intitulado Como a rotina pode fazer você voltar a amar a sua casa?. Eu acompanho o Vida Organizada há pelo menos 7 anos e sei da qualidade das reflexões dela, então fiquei triempolgada para absorver as dicas dela.

E, olha, não podiam ser mais certeiras.

Aqui no Moça de Casa, a gente fala m u i t o sobre o processo de ressignificação da casa. Queremos sair dessa perspectiva de um monte de tijolinhos onde caímos depois de um dia caótico, tentando esquecer da vida, para um meio vivo, cheio de possibilidades para a nossa própria felicidade. O nosso coração com paredes.

E por mais que essa poesia seja linda, é preciso que a prática se sobressaia. É desligar o celular para se jogar no seu sofá com um livro, a sua caneca favorita e a vela aromática que você comprou na semana passada. É relaxar mesmo lavando a louça, porque naquele momento a SUA música de anos tá tocando. É receber os seus melhores amigos e preparar o jantar ouvindo risadas e histórias que você nem lembrava mais. É imprimir quadrinhos fofos para o seu home office. É sentar para finalmente estudar aquele assunto que faz os seus olhos brilharem, pelo simples prazer do conhecimento e não por um diploma. 

É trazer o prazer para o cotidiano, como se fosse parte da sua agenda sentir prazer em casa todos os dias. Talvez não o dia todo, mas todos os dias. 

Te convido, então, a degustar o post maravilhoso da Thais e refletir sobre quais das práticas recomendadas estão em falta por aí. De preferência, deixe um comentário por lá. Prestigie o trabalho dessa mulher maravilhosa.

E ah, se quiser deixar um comentário por aqui antes, me conta:

Qual é a parte do seu dia em casa que você mais ama?

Eu vou adorar trocar ideias com você!

Com alegria rotineira,
Sabrina Santiago.


Postagens Semelhantes

0 comentários