5 passos: como escolher as cores certas para a decoração da sua casa nova - Moça de Casa | Carreira, estudos e rotina: de casa

5 passos: como escolher as cores certas para a decoração da sua casa nova

by - setembro 23, 2019


Eu acho que pouquíssimas coisas na vida de um adulto carregam uma felicidade tão marota quanto habitar uma casa nova. Tem uma pureza quase infantil no ato de deixar quatro (ou mais) paredes com a nossa cara, sabe? 

Como se o mundo de repente se abrisse para a nossa criatividade infinita e todos aqueles castelos de areia que criamos quando criança virassem realidade. Enfim, o nosso reino.

Só que, já dizia o tio Ben, com grandes poderes vêm grandes responsabilidades. E como já dizia a sua avó, todo sim (para algo) é também um não (para outro algo). 

Assim, aquela imensidão de cores (nas paredes, nos móveis, nos detalhes) começam a nos apavorar. 

Como harmonizar tudo isso? 

Afinal, não dá para ter uma parede rosa, outra azul, outra verde e outra roxa, tudo no mesmo cômodo - ou até dá, mas já tenho dor na vista só de imaginar o resultado. 

Foi pensando nisso que eu separei 5 dicas que, se aplicadas, vão te ajudar com toda certeza a tomar decisões melhores quando o assunto é as cores da sua casa nova… Ou devo dizer “palácio”?

1. Crie uma pasta no Pinterest

Já faz mais de 5 anos que o Pinterest se tornou parte da minha preparação para absolutamente qualquer mudança. Desde um novo corte de cabelo até um roteiro de viagem por SP, eu sempre crio uma pasta para organizar as minhas preferências. 

É como se, ao ver o que os meus pins favoritos têm em comum, eu acabasse esclarecendo também o meu próprio gosto. 

E a ideia aqui é que você faça o mesmo. 

Crie uma pasta com um título como “Minhas inspirações favoritas em decoração”. Insira um simples “decor” na caixa de busca. Pine as imagens que mais gostar, sem muita pressão para que combinem entre si. Depois, se preferir, busque categorias como “decor colorida”, “decor minimalista”... 

Depois de salvar ao menos 30 imagens, volte à sua pasta e se pergunte: o que eu gosto nesse pin? Alguns exemplos de resposta são: “eu adoro como os detalhes em amarelo trazem alegria para o ambiente” (exemplo real), “a paz que o tom dessa parede me traz é reconfortante” (exemplo real) e “fronhas diferentonas são incríveis” (exemplo real). 

Crie uma lista com esses apontamentos. No final, você vai ter um inventário pessoal do que mais te agrada em decoração e vai poder lançar mão dele nas suas escolhas de cor.




Lisheng Chang


2. Considere as condições atuais do imóvel

A maioria dos imóveis já vêm com as paredes branquinhas. Ainda assim, isso é o comum, não o absoluto. 

No meu caso, a maioria dos detalhes do primeiro apartamento que aluguei tinha um tom de verde lindo em paredes estratégicas. 

Mesmo que verde não fosse um integrante, naquela época, nem do meu TOP 5 de cores favoritas, mudar tudo daria ainda mais trabalho, então essa condição era um fator determinante nas minhas escolhas de decoração.

Pense em como o seu novo imóvel te “limita”: se não nas cores atuais dele, no estilo adotado em móveis planejados, entre outros itens. 



3. Considere as SUAS condições atuais

Essa consideração pode englobar dois pontos: o seu aporte financeiro nesse momento e eventuais móveis que você já tenha.

No primeiro caso, se a mudança já vai te deixar numa situação apertada quando o assunto é dinheiro, talvez seja melhor optar por decorações mais simples. Cores neutras são ótimas alternativas para isso, visto que são mais fáceis de integrar e não vão “brigar” com itens mais coloridinhos a serem comprados quando das “vacas gordas”.

Já no segundo caso, pode ser que você já venha de outras mudanças, com os seus próprios móveis ou coisas do tipo. Lembra daquele sofá roxo que você comprou? Talvez ele não orne tão bem com essa parede laranja :(.

Ou aquela manta azul da sua avó que você ama exibir vá ficar muito melhor em uma decoração branquinha. 

É claro que quem vai decidir o que orna com o que é você, meu anjo, mas o certo é que não dá para ignorar a sua bagagem. 

Se vai contigo para a casa nova, é relevante sim! 

4. Considere a função do cômodo

Psicologia das cores está aí para ser usada.

Eu mesma amo um amarelo (como você pode notar pela identidade visual do Moça de Casa, rs), mas nunca usei a cor na decoração.  

No quarto, por exemplo, hoje eu considero os tons mentolados muito mais gostosinhos e sonolentos do que um amarelão-o-sol-tá-raiando. Esse último, penso eu, seja melhor para detalhes no home office ou na sala. 

É claro que você não vai usar uma cor que você odeia só porque dizem que é a melhor para o cômodo x, mas não custa consultar antes e adaptar as suas ideias para a função do ambiente em questão. 


5. Faça simulações

Se pintar o quarto todo de marsala parece uma ótima ideia na sua cabeça, mas você está morrendo de medo de gastar um dinheirão com tinta apenas para odiar o resultado no final, se ajoelhe e agradeça a tecnologia. Sim, ela veio mais uma vez te resgatar.

Hoje em dia, várias empresas possuem aplicações em seus sites que permitem a você enviar uma foto da sua casa e simular pinturas. Se liga: Lukscolor, Coral e Suvinil são apenas algumas delas. 


Antes de ir, me conta:

Qual desses passos é o seu favorito? 


Sou suspeita em falar, mas esse número 1 faz o meu coração (e cabeção) disparar toda santa vez. 

Com descobri-que-é-azul-a-cor-da-parede-da-casa-de-deus,
Sabrina Santiago. 


Postagens Semelhantes

5 comentários

  1. Some people have a knack when it comes to home decor. They can throw just about anything up on the walls, and it looks great!
    Leland West Insurance

    ResponderExcluir
  2. Adorei as dicas Sabrina! Acho que escolher cores é uma ótima forma de começar a decorar. E acho que é bem mais fácil pra quem é leigo nessa área (como eu rs) Estou tentando fazer isso no meu quarto. Eu sempre apanhei muito pra deixá-lo harmônico. E foi só pensando nas cores bases, que eu comecei a acertar!

    ResponderExcluir
  3. Muito boas as dicas. Eu estava lendo sobre a psicologia das cores nessa semana. Organizar as ideias no Pinterest também é muito útil. Eu tenho usado muito o Pinterest para guardar as ideias e dicas que eu quero aproveitar e usar depois.
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir