Como treinar conversação de graça se você estuda idiomas em casa - Moça de Casa | Carreira, estudos e rotina: de casa

Como treinar conversação de graça se você estuda idiomas em casa

by - setembro 13, 2019



Eu já escrevi um post aqui contando sobre como eu comecei a estudar idiomas sozinha. Ele é totalmente introdutório, visto que eu selecionei as minhas melhores dicas para que você possa aprender sozinho também.

Uma dessas dicas é para conseguir treinar conversação de graça - a parte mais complicada quando você não está em uma sala de aula ou morando em outro país, o que te obriga a botar o que foi aprendido em prática imediatamente.

Mas não é por isso que você vai desenvolver as suas habilidades escritas e de escuta e continuar com a língua travada. 

Digo por experiência própria. 

Ouvir muito bem sem conseguir se expressar é como ler sem escrever: uma via de mão única que acaba sufocando.

Por isso, hoje eu decidi compartilhar e me aprofundar nas minhas dicas secretas para treinar conversação de graça. ♥ Como tudo no autodidatismo, envolve comprometimento e interesse, mas nem por isso é menos MUITO divertido.

Preparado? Se liga:

1. Ir a MeetUps

A MeetUp é uma plataforma onde grupos se organizam para a realização de eventos presenciais. 

Com exceção de eventos cujo pagamento por um serviço faz parte da sua natureza (como ir ao cinema, por exemplo, que envolve a compra do ingresso), participar de um MeetUp é grátis.

Basta se cadastrar na plataforma, pesquisar por grupos na sua cidade e confirmar presença na melhor data para você.

Como se é de esperar, existem vaaaários grupos de Inglês, enquanto grupos de suahíli (?) são mais raros. 

Ainda assim, se o idioma que está aprendendo não é tão popular (ou apenas contar com grupos escassos na sua cidade), não se acanhe e organize o seu próprio evento.

De quebra, você ainda faz novos amigos. ♥

2. Se comprometer com aplicativos de conversação

Essa é a dica mais manjada de qualquer artigo sobre como treinar idiomas sozinho.

Mas veja bem: eu não disse para você baixar aplicativos, nem criar contas em sites. 

Eu estou te incentivando a fazer algo que você quase nunca faz: se comprometer previamente com as coisas.

Se comprometa, pelo próximo mês, a falar por 10 minutos por áudio com alguém online. Se ligações são demais para você nesse momento, se reserve a gravar as mensagens, ao invés de digitar.

Eu prefiro ligações (é mais prático, ainda que em geral seja preciso desenvolver um relacionamento mínimo com a outra pessoa antes). Para tanto, o Wakie é um dos apps mais legais.

Nele, é possível escolher um assunto de seu interesse e imediatamente cair em uma ligação com um usuário interessado no mesmo assunto. Dá ainda para restringir o perfil de possíveis matchs por gênero ou país.


Ben White

3. Criar grupos online com amigos

Praticamente um MeetUp particular. 

Pense em um ou dois amigos que estão aprendendo o mesmo idioma que você (esse número pode ser aumentado, mas vamos começar com um mínimo útil para todos, ok?). 

Crie um grupo no WhatsApp ou qualquer outra rede de conversas e estabeleça que, ali, vocês só poderão falar em italiano, por exemplo.

Se certifique de que todos estão comprometidos e de estabelecer conversas paralelas no privado, em português. 

A ideia central é que o grupo acabe virando o centro da comunicação de vocês e, de quebra, ainda os force a desenvolver as suas habilidades de conversação. Para isso, vale áudio, videochamada e tudo mais. 

4. Ir a bares e restaurantes onde só se é permitido falar em outra língua

Em algumas cidades brasileiras já existem bares e restaurantes típicos onde o único idioma falado por clientes e atendentes é o estrangeiro. 

Exemplo disso é o Little Igloo, em Santo André, que oferece uma imersão no Inglês.
Novamente: encontrar estabelecimentos específicos para esse idioma é mais fácil, mas vale a procura, caso você esteja aprendendo algo diferente.

No mais, serve também como dica de negócio, caso você acredite que o público da sua cidade/bairro demanda por esse tipo de restaurante ou bar.



5. Frequentar eventos de imigrantes

Eu adoro ir todos os anos à Festa do Imigrante, que acontece uma vez por ano em São Paulo. É lá que eu como o melhor burrito da vida, tomo um gelatto mais barato e sou atendida por uma galera linda e/ou diferentona. 

Além do mais, é fácil se deparar com uma “muvuca” (linda) de idiomas - seja vindo das barraquinhas, seja por parte de quem pede a comida.

Use o seu cabeção e responda: qual são os eventos na minha cidade ou estado aos quais os imigrantes, falantes nativos do idioma que estou aprendendo, mais vão?

Se programe para ir também, se puder. 

E puxe papo. Muito papo.

Deixe a vergonha em casa e passe um tanto no óleo de peroba na língua. Eventos como esses são as melhores oportunidades de se conectar linguisticamente sem sair do seu país.

Juro.

E tô, sim, já morrendo de saudade daquele burrito.

Mas antes de ir, me conta:

Qual é a sua dica secreta para treinar conversação?


Eu vou amar aprender contigo!

Com foco nos italianos, 
Sabrina Santiago.


Postagens Semelhantes

14 comentários

  1. Oi Sabrina, tudo bem?
    Gostei muito da sua dica, achei bem legal a proposta do Meet Up. Vou olhar. Faz tanto tempo que terminei o curso de inglês e a faculdade que meu inglês já tá bem morto coitado.
    obrigada pelas dicas.
    abraços.
    Ava
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda, querida, boa sorte. Sempre tem uns grupos bacanas por lá. ♥

      Excluir
  2. Adorei as ideias Sabrina! Acho super importante ter esse contato com a língua pra gente realmente aprender a falar, porque só na teoria, não é o suficiente.

    ResponderExcluir
  3. Oie.
    Ótimas. Eu treino idiomas lendo e em grupos de wattsapp com pessoas estrangeiras. Fiz bons amigos assim e consigo ter uma boa noção. Mas gostei das dicas para conversação. Acredito que ficaria feliz em ver algo de novo em termos de facilidade na fala.
    Beijos.
    Blog: Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jessica, adorei a ideia do grupo com estrangeiros... E ainda fazer esses novos amigos é tudo de bom. ♥

      Excluir
  4. Oi, Sabrina!
    Eu vivo trocando mensagem com gringos nesses aplicativos pra não perder o pensamento rápido de resposta, sabe? Preciso treinar bem mais a conversação, porque estou um pouco enferrujada. Vou até olhar esses apps que você citou aqui! Ótima ideia de post!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  5. Oie .
    Amei as dicas.
    Eu também estou estudando inglês em casa ,mas acho que falta um pouco de dedicação .
    Uma das coisas que eu negligencio é a conversação.
    As vezes pego textos em inglês e gravo eu lendo em voz alta.
    Depois escuto acompanhado o que estava escrito como eu faço com o learning. Mas não sei se é uma dica boa kkkk

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para você, Babi, recomendo testar o Elsa Speak. Ele é gratuito e ótimo para treinos desse tipo - em especial no sotaque. Dá uma conferida! ♥

      Excluir
  6. OI Sabrina, ótimas as suas dicas. Parabéns pela determinação e esforço em aprender outra língua sozinha.
    beijos
    Chrs
    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
  7. Sa, seus conteúdos são as coisas mais lindas do mundo! Ai, como é gostoso chegar aqui e mergulhar em tantas ideias que ampliam a produtividade. Estou me sentindo super enferrujada no inglês - e quando eu fazia curso não era permitido falar em português, então eu treinava bastante. AMEI a lista e vou seguir ao máximo!

    semquases.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Van, os seus comentários sempre deixam o meu coração mais quentinho. ♥ Coloca em prática sim que eu juro que ajuda a desenferrujar. Força, mana!

      Excluir