7 coisas para fazer antes de começar o seu expediente no home office - Moça de Casa | Carreira, estudos e rotina: de casa

7 coisas para fazer antes de começar o seu expediente no home office

by - setembro 02, 2019




Eu já contei aqui no Moça de Casa, algumas vezes, como eu fui de um avatar de ser humano criativo (aquele que jura que precisa de novidades constantes para se manter interessado em qualquer projeto e que rotina não é mesmo para ele) para alguém que adora uma rotina.

A sementinha, também já contei, foi plantada pela maravilhosa Thais Godinho, que em 2012 publicou um post com o título "Rotina não é horário, mas sequência"

No auge dos meus 14 anos, foi apenas um primeiro contato com o conceito. Afinal, a adolescente inovadora (e pseudo-ariana) que existia dentro de mim teimou muito até se render. Em novembro de 2017, mais ou menos, ela dava lugar à jovem Sabrina, que aprendeu o poder dos processos para acalmar a mente, mitigar a ansiedade e conseguir cumprir tudo aquilo que é importante para mim.

Se a sua adolescente inovadora ainda está bem ativa dentro de ti, sugiro que você dê uma lida no artigo da Thais antes de prosseguir.

Se não, você já está prontinho para consumir a minha lista de 7 coisas para se fazer antes de começar o seu expediente no home office. Também conhecida como a sequência de ações que tomo para sair do modo “relaxando em casa” para o modo “100% focada nessa bagaça”. 

No começo, pode ser interessante escrever, desenhar e/ou imprimir a lista, até entrar no automático. Depois, eu garanto, é só felicidade. ♥

1. Encher a garrafa d’água

Quantas vezes você deixa de tomar água por simplesmente ter esquecido? Ou, então, tem sede, mas protela a hidratação porque não quer ter que levantar e perder o fluxo já estabelecido de trabalho?

Se você tem uma garrafinha por perto, fica muito mais fácil ceifar qualquer um desses obstáculos, porque o gatilho estará bem destacado (e molhado) na sua frente.

Eu sou tão #timedagarrafinha que até hoje, quando reencontro amigos feitos há mais de 5 anos atrás, por exemplo, eles riem nostálgicos ao me ver sacar uma garrafa da bolsa. 




2. Separar lanchinhos na cozinha

E já que estamos na cozinha, separe também o lanche que você pretende fazer antes do almoço (ou jantar, caso você trabalhe durante a noite). 

Eu mesma já passei algumas horas sem comer por esquecimento ou relutância em parar para cozinhar algo.

Portanto, se você adora sanduíches, monte agora. Se castanhas são mais a sua praia, coloque a quantidade certa num potinho, junto com um iogurte. Na correria, até tirar uma banana do cacho e deixar separada num cantinho da mesa vale.

3. Posicionar os seus bloquinhos/caderninhos

Por aqui, o trabalho no computador é comumente acompanhado por 3 caderninhos: o caderno de captura (o famoso bloco de anotações, onde coloco coisas das quais preciso me lembrar depois), o caderno de insights (informações, observações e ideias que vou tendo/aprendendo conforme o trabalho flui) e o caderno de planejamento (porque eu gosto de rabiscar planos no papel).

Para você, um bloquinho de notas pode ser suficiente. Se certifique apenas de ter do seu lado um papel para tirar toda a responsabilidade de cima da sua memória e evitar uma sensação de sobrecarga.




4. Fazer uma mini big captura

Falando em bloquinho de notas, depois de pegar a sua água, separar o lanche e convocar o seu melhor caderno, que tal fazer um grande destralhe mental?

Coloque no papel tudo aquilo que você precisa lembrar de fazer, comprar, resolver, devolver, responder… Ou simplesmente lembrar de lembrar. Seja profissional ou pessoalmente, em casa ou na rua.

Trazer isso para o mundo concreto (e como eu disse no item anterior, tirar a responsabilidade da sua cachola), dá liberdade para a mente pensar com mais clareza e leveza.

E fala sério: isso é tudo que você precisa para entrar no ritmo de trabalho mais feliz, certo?

5. Listar as primeiras tarefas do dia de trabalho

Em seguida, é hora de definir as primeiras tarefas do dia. Em geral, se recomenda começar pelas mais importantes e/ou pesadas.

Hoje, por exemplo, a minha lista era composta por:

  • Checar saldo no Banco Itaú: Eu estava esperando por um depósito, cuja cobrança, caso não tivesse sido feito, se tornaria TOP 1 nas minhas prioridades do dia.
  • Responder X e Y: Pessoas com quem eu tinha questões semelhantes a tratar, mas MUITO importantes .
  • Atualizar arquivo XXX e enviar para Z: Como eu havia prometido ontem para Z resolver isso pela manhã, precisava ser feito logo.

Como você pode notar, nenhuma dessas tarefas envolvia escrever um texto ou mergulhar em um projeto. Essas seriam as minhas ações mais importantes do dia, não fossem por essas questões excepcionais de urgência.

Quando as finalizei, aí sim pude me dedicar ao meu trabalho padrão. 

Sinto que é importante pontuar isso porque, do contrário, vocês podem pensar que é normal começar o dia no telefone, respondendo WhatsApp ou redigindo e-mail. No entanto, a não ser que você trabalhe com atendimento, essas sejam as coisas mais improdutivas do mundo, na minha opinião.

MAS como estamos falando de listar as primeiras tarefas do dia (e não de executar!), escolhi abrir a minha lista de hoje para você, sem medo. 

Assim, dá para entender o quanto essa atividade te dá a oportunidade de analisar as particularidades de cada dia e adaptar a rotina, sem perder o foco quando der a largada na maratona.

6. Programar pausas e horário de almoço/jantar

Largada dada. Demandas chegando. Ticks e mais ticks na sua checklist.

Quando é que você para, mesmo? 

Para lanchar (lembra das castanhas!). Se encostar na janela e ver a vida passar. Olhar a mudança do céu.

Sem falar no almoço/jantar… Quantos eu já não pulei pela gula da produtividade, dizendo para mim mesma que eram só “mais 10 minutinhos”. Você se identificou?

Se sim, já programe alarmes para pausar e almoçar. 

No primeiro, é possível seguir o método pomodoro (5 minutos de pausa a cada 25 minutos de trabalho).

No segundo, não tem jeito: é definir um horário no relógio, levantar quando o alarme tocar e esquecer das tarefas profissionais por, no mínimo, 30 minutos.

Quando voltar, você vai notar, a sua concentração, produtividade e criatividade serão renovados (e quem garante não sou eu: é a ciência).



7. Ler algo inspirador

Eu não mostrei, mas no topo da minha lista de hoje (lá no item 5), tinha um belo “Ler Exame”. É uma das minhas publicações favoritas, mas você pode escolher o que melhor funcionar para o seu caso. 

Eu apenas indico que se abstenha das redes sociais e semelhantes, que têm o poder de te desconcentrar com conteúdos bobinhos e desnecessários, mas altamente tentadores (oi, testes do Buzzfeed!).

Um blog favorito, uma poesia bacana e até uma coluna de jornal de alguém admirável já te colocam nos trilhos.

Depois, é só começar a trabalhar na sua lista de tarefas. 

Cumprindo essa rotina todos os dias, com o tempo você começa a se sentir abraçado por ela e percebe que entrar no modo mental de trabalho (algo por vezes tão complicado no home office) está cada vez mais fácil.

Boa sorte!

Ah, e me conta:

O que você faz para “entrar no clima” de trabalho?



Eu vou adorar saber!

Com uma garrafinha,
Sabrina Santiago.



Postagens Semelhantes

5 comentários

  1. eu adoro a Thais Godinho, ter uma rotina e passos pra seguir td dia é mt bom pra ser mais produtivo, adorei suas dicas pra home office

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Amei suas dicas e já fui olhar o post da Thais. Eu estou me adaptando numa rotina home office, é difícil mas, não impossível.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Van, juro que depois da adaptação, tudo fica mais fácil. Força! ♥

      Excluir
  3. Fiz home office por uns quase 2 anos (acho que mais) e eu era bem desorganizada em relação a comer, eu comia em horarios doidos e não fazia pausas necessárias sabe? Essa listinha com certeza teria feito diferença pra mim na época haha

    ResponderExcluir