A técnica reversa: um guia de gratidão para pessimistas e reclamões - Moça de Casa | Carreira, estudos e rotina: de casa

A técnica reversa: um guia de gratidão para pessimistas e reclamões

by - fevereiro 25, 2019


Em 2019, assim como em 2018, não escrevi nenhuma meta. Seguindo aquele princípio da Thais Godinho, me libertei do peso de resetar a vida toda em uma virada. 

É engraçado perceber isso, sabem? Pois há muitos anos (a começar ainda pequenina, aos 10 ou 11), eu escrevia longas listas de desejos que devia cumprir depois do Reveillon. Confundia o modo "aqui na minha cabeça parece bom" com "quero trazer isso ao mundo real". 

Hoje sei: nem sempre eu quero. E passo a valorizar mais as pequenas mudanças

A maior delas, sem dúvida nenhuma, foi entender a importância dos hábitos na construção de uma vida. Mais do que metas, objetivos, visões e propósitos, são os hábitos o verdadeiro cerne que mantém tudo funcionando: mais do que o leme ou o capitão, são o vento forte que sopra guiando o barco. 

Acredito que é um legado da palavra-tema de 2018 (constância). 

E, pensando nisso, eu decidi escolher hábitos para praticar em 2019. 

Nada de objetivos, simples assim: uma lista (pequena, mas) significativa de coisas para fazer consistentemente. A ponto de enxergar o rebuliço lento e honesto que eles causam em mim (e na minha vida) ao longo dos dias. 

Um deles foi escrever no diário de gratidão. Faço isso desde 2015, mas nunca por tantos dias seguidos. Tem sido um desafio muito bacana e, sério, seria incrível se você fizesse.  Entretanto, o que pude perceber com ele (desde aquela época) é que a gratidão, como todas as virtudes, é mesmo um hábito

No começo, tem o significado que o mundo nos deu. Agradecer pela refeição, pelo teto, pela família, pelo emprego, pelo pão-nosso-de-cada-dia... 

Depois, vamos descobrindo o significado desse sentimento de verdade. Ganhamos intimidade com ele. O reconhecemos nas pequenas coisas e permitimos que nos aconselhe naqueles momentos (aqueles em que só queremos estrangular quem ousar pisar no nosso caminho ou deitar na cama e choramingar por horas sobre como realmente nada nunca dá certo e a vida não gosta mesmo de nós). 

É uma mudança de foco. Mas leva um tempo desgraçado e é uma batalha árdua. 

Até eu, que sou dos seres humanos mais otimistas, me vejo pendendo para o outro lado, de vez em quando. 


É nessas horas que se faz tão importante lutar. E para isso precisamos aprender a identificar as oportunidades de exercitar a gratidão no cotidiano. 

Como qualquer hábito, ela é meio marombete e precisa de muito treino até conseguir levantar 150kg no deadlift. 

Me diz: você faz alguma ideia de como encontrar mais chances de expressar gratidão no seu dia a dia? Ou pior: tem a tendência de reclamar de tudo (mesmo que só mentalmente) e se acha a pior pessoa do mundo? 

Pois saiba que, usando a técnica a seguir, você será capaz de usar isso ao seu favor. Não, eu não estou louca. E ser um reclamão ou reclamona chatx do cacete vai, afinal, servir para alguma coisa, além de empacar a sua vida. 


A técnica reserva

A missão é, por incrível que pareça, muito simples.

Sempre que algo minimamente positivo acontecer (sério, pode ser desde encontrar um lugar vazio para sentar no ônibus até receber um "bom dia"  do atendente da padaria), se pergunte: 

  • Se acontecesse exatamente o contrário, eu reclamaria? Passaria horas xingando mentalmente ou remoendo a situação?
  • Se fizessem exatamente o contrário, eu brigaria com essa pessoa? Diria o quanto ela é estúpida, despreparada e (insira aqui a pior ofensa possível)? 
Se a resposta for sim, você agradece. 

Por exemplo: 

  • Lugar no transporte público: Se você entrasse em um ônibus e não tivesse nenhum assento disponível, ou pior, estivesse muito (MUITO) cheio, o que você faria? Soltaria um "ah, que merda" silencioso? Passaria a viagem inteira rezando pra alguém descer? Sentiria uma inveja profunda de todos aqueles malditos sortudos tirando uma soneca enquanto você é amassada por braços e mochilas? Se a resposta é sim, então agradeça quando encontrar um lugar.
  • Atendente da padaria: Se o atendente nem sequer te olhasse, fosse completamente estúpido com você e te mandasse a lugares nada bonitos sem qualquer motivo, você ficaria assustada/brava/constrangida? Choraria por várias minutos quando chegasse em casa? Chamaria o gerente e gritaria com ele? Nunca mais ia querer voltar na padaria? Seja qual for a opção escolhida por você, agradeça porque esse cidadão te desejou um bom dia (mesmo meio sonolento e no automático). 

A forma de agradecer, no entanto, fica totalmente à sua escolha. 

Pode ser elogiando diretamente àquela pessoa, sorrindo com todos os seus 32 dentes ou mandando um "obrigado" silencioso para Deus/Universo. 

Mas intencionalmente agradeça. 


A ideia aqui não é te deixar ruminando tudo o tempo inteiro, pensando em como as coisas poderiam ser ruins.

A intenção, na verdade, é te habituar a duas certezas. 

1: Você dá muito valor às coisas ruins e é por isso que a sua vida parece uma droga, às vezes. 

O volume delas é bem pequeno, no geral, se comparado às coisas boas, mas você foca tanto nelas e dá tanto da sua energia quando acontecem (como nas situações horríveis listadas acima), que todo o resto é jogado para escanteio.

Um ótimo jeito de consertar isso é justamente enchendo o seu "cesto de percepção" (ou seja, o conjunto de acontecimentos que moldam como você vê o mundo ao seu redor), de coisas bacanas. 

Vá coletando durante o dia. Diga "eu sou gratx por poder rir disso/conhecer essa pessoa/ter uma cama/etc.", em silêncio ou voz alta. Registre na memória. Construa um arsenal de percepção positiva

2: A vida é constrangedoramente generosa contigo. 

Não basta um "ufa, que bom que a desgraça que poderia ter acontecido, não rolou". Isso é apenas medo. 

Está mais para "ufa, que bom que tudo conspirou para o meu bem". 

Uma pessoa venceu o ódio no mundo e foi gentil. Uma florzinha buscou água e luz por vários dias e desabrochou nas calçadas do seu bairro. Um filme bacana foi idealizado, produzido e comprado pela Netflix só para que eu pudesse assisti-lo agora. 

Existe muito esforço envolvido na bondade. Celebre-o! 

Ah, só não vale catastrofizar antes de acontecer, hein? Ir da sua casa até a padaria pensando "ele pode ser mal comigo, ele pode ser mal comigo, ele pode ser mal comigo" não tem nada a ver com gratidão. Só vai servir de alimento para a ansiedade e angústia. 

Se você é muito ansiosx, se concentre no agora. 

Nesse mesmo trajeto, agradeça por caminhar, pelo movimento das pernas, pelo bom funcionamento da sua coluna, pelos seus pézinhos que sustentam o seu peso... 

O corpo, inclusive, é uma ótima fonte de gratidão. Tem bastante coisa nele (mesmo pequeninas e imperceptíveis) que cooperam segundo a segundo pra ficar tudo bem e que você pode listar mentalmente. Isso vai te manter bem entretido no caminho, porque nunca acaba! 


Por fim, como exemplo prático, queria contar da minha pequena vitória do dia

Eu precisei entrar em contato com o meu banco hoje, para cancelar um serviço. Dando uma lida na internet antes, vi que a coisa poderia ficar meio feia - eu provavelmente teria que brigar muito para não ser enrolada. Mas para minha surpresa, x atendente (que não se identificou) foi muito prestativx e resolveu tudo rapidinho. 

Então, eu logo apliquei a regra que te ensinei e pensei no que eu faria se tudo tivesse dado errado. Se elx fizesse aquilo que a gente sempre espera de atendimentos bancários, né... Ou seja, fosse lentx, tentasse me passar pra trás (por ter informações erradas, não por ser umx canalha) ou me transferisse para 10 departamentos. 

Eu ia ficar uma fera e, ao final, depois de dar a pior nota possível, sugeriria que fosse mais bem treinadx numa loooonga reclamação para a ouvidoria da empresa. 

Portanto, logo parei tudo o que fazia e me perguntei: por que eu doaria tanta energia assim se algo ruim acontecesse, mas nem me preocupo em reconhecer quando é bacana? Que tipo de mensagem eu estou passando com essa atitude? O que eu digo a mim mesma e ao Universo com isso? 

E assim, eu ganhei coragem para encerrar o atendimento com um textinho de 9 linhas. Nele, contei o quanto a atenciosidade e agilidade delx fizeram toda a diferença para que o meu problema fosse resolvido, me trazendo muita calma e segurança. 

Talvez não tenha feito muita diferença do lado de lá. Mas, com toda certeza, do lado de cá, me fez lembrar da lente com a qual escolho viver a vida em todos os momentos. 

A paz de dentro. Nutrida e transbordada. 

Obrigada, queridx atendente do Itaú. Mesmo sem saber, te conhecer deu origem a um dos posts mais queridos que eu já escrevi. 

Você é incrível! Você vale a pena! 

Tá tudo bem! O mundo é b... ah, hoje você sabe. 


Com graça,
Sabrina Santiago. 


Postagens Semelhantes

24 comentários

  1. Quando a gente passa a ser grato pelo que a gente tem, ao invés de reclamar e desejar o que a gente não tem, tudo ao nosso redor muda!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. A gratidão é um dos melhores sentimentos quando a gente passa a agradecer abrimos portas pra coisas tão incríveis.
    Eu aprendi com a vida e lendo muito que até agradecer por coisas que não temos, mas queremos como se já a tivéssemos é muito importante. Porque a gente atrai aquilo que queremos.
    Beijos!
    http://www.pamlepletier.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digo por experiência própria: coisas incríveis acontecem mesmo. Obrigada por compartilhar, Pâmela! ♥

      Excluir
  3. Gratidão é um hábito que estou me esforçando para praticar todos os dias, eu me emocionei e aprendi muito com seu post. É tão difícil agradecer em tempos ruins, mas é tão necessário ♥

    Um beijo,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É quando a gente mais precisa, Ste. ♥ Vai, que você é pura força!

      Excluir
  4. Eu adorei o manual, porque eu era muito pessimista e reclamona, até que perdi meu pai e tive que aprender a ser mais grata as coisas, antes de perdê-las.
    Beijos.
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De toda dificuldade nasce uma oportunidade, Leidiana. ♥ Obrigada por compartilhar a sua experiência. A sua postura é inspiradora.

      Excluir
  5. Oi
    Pois é muito importante descobrir a importância do agradecer porque há pessoas que nunca chegam nesse ponto.
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderExcluir
  6. Que post mais incrível! Foi tão bom poder ler! *_____*
    Quanto mais praticamos a gratidão, melhor nos sentimos. Confesso que essa parte de reclamar pelo fato de o ônibus estar cheio, me identifiquei porque as vezes eu reclamo mesmo kkkkkkkk. Mas vou parar com isso e já! xD

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  7. Ultimamente eu ando tendo problemas é com gente me jogando más energias, to tentando fugir disso ao máximo. Gostei muito dessa técnica! Isso do lugar no transporte público eu fico rezando pra alguém descer pra eu poder sentar, e quando sento solto mentalmente um "ufa, que bom!" haha! Isso é muito verdade, a gente reclama mais do que agradece. Depois que percebi isso, comecei a comentar as coisas boas também, mas não foi muito bom, eu aprendi que não devo gritar minha felicidade muito alto porque a inveja tem sono leve, então agora adotei a prática de agradecer mentalmente mesmo e não jogar muito isso pra fora. E quando a vida é generosa comigo eu penso "ainda bem que deu tudo certo!", principalmente toda vez que volto tarde da noite pra casa, é perigoso e, não nego, tenho medo, então enquanto estou no caminho, tento não pensar no que pode acontecer e sim no que vou fazer quando chegar em casa. Assim meu pensamento negativo vai pra longe e tudo fica bem. Adorei o post!
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita que você é pura aplicação desse guia, hein, Thami... Só discordo quanto a não gritar a sua felicidade, mas esse é assunto para outro post, hehe. Por enquanto, meus pensamentos de amor estão contigo. Seja lá pelo que você está passando: VAI E ESPALHA A TUA LUZ, MULHER! ♥

      Excluir
  8. Estou passando por momentos nada legais.. As vezes me bate uns pensamentos negativos, como por exemplo, nada vai dar certo ou que o universo está conspirando contra mim rs As vezes a gente faz cada tempestade em copo d'agua né? rsrs Eu estava realmente precisando ler um post assim, muito obrigado por postar esse guia maravilhoso. Adoro seu blog, de verdade ♥

    It's Lizzie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é incrível demais para ser levada por mentiras, Lizzie ♥ Gratidão MESMO pela companhia!

      Excluir
  9. Nossa, acredita que essa semana mesmo eu fiz um post rápido no meu instagram sobre isso?
    Pq quando acordei estava chovendo muito, e tenho certeza que muuuita gente já acorda reclamando pq vai tomar chuva, o trânsito estará ruim, o transporte público péssimo, etc. Mas e de agradecer pela água, pelo cheirinho de planta molhada? É bom olhar por outro lado da história, né? =)

    Adorei seu blog, virei mais vezes!

    Beijos,
    Gábi

    Blog @gabrielaer
    Ig: @gabrielaer

    ResponderExcluir
  10. Agradecer é bom e nos faz sentir bem. Beijinho e Feliz semana.

    ResponderExcluir
  11. Olha eu sou uma grande "reclamona" e isso sobrecarrega demais, eu sei. Amei esse guia, não conhecia esse método e quero plicar REAL na minha vida. Salvei o post <3
    Beijos <3

    https://lesjoursdemarcela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. nossa amei demais esse post! tenho o pessimo habito de reclamar demais de tudo e preciso mt reverter essas energias e com certeza ser mais grata por tanta coisa boa que me acontece

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  13. Vou respirar fundo para não chorar aqui. Sério, que texto sensacional pra começar a semana! Agora mesmo tava lendo um texto sobre ficar doente e pensando em como só percebemos o valor de estarmos saudáveis todos os dias quando perdemos a saúde. Mas é isso, a gente esquece de todas as pequenas e fundamentais coisas boas que acontecem pra gente continuar vivendo. E isso do caderninho da gratidão é foda, eu comecei mas acabei não criando o hábito, mas após esse texto vou repensar isso. Sério mesmo, obg demais por esse texto. ♥ ♥

    https://amandatelo.com/blog/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanda, o seu comentário é uma das coisas mais lindas que eu já li e chegou para mim em um momento em que eu precisava demais. Obrigada por me enviar tanto amor com suas palavras. VOCÊ É INCRÍVEL! ♥

      Excluir