Os 6 passos que eu segui para aprender Inglês sem gastar nenhum centavo - Moça de Casa | Carreira, estudos e rotina: de casa

Os 6 passos que eu segui para aprender Inglês sem gastar nenhum centavo

by - dezembro 05, 2018


Aprender um novo idioma envolve custos que vão muito além da força de vontade e curiosidade por parte do aluno: material, gasolina, tempo de deslocamento... Sem falar nos preços praticados pelas escolas físicas de Inglês, que muitos pais de classe média vêem aumentar a cada ano e continuam pagando enquanto podem, na esperança de dar aos filhos a educação que eles próprios não puderam ter na juventude.

Digo bem, porque também nasci em uma família de classe média. Em outras palavras, nunca nos faltou nada, mas também nunca houve dinheiro “de sobra" na nossa casa.

Meus pais não podiam ostentar como outros parentes faziam, levando os filhos ao shopping todo fim de semana e indo ao cinema sempre que um Procurando Nemo da vida era lançado. Ao invés disso, eles dedicaram seu tempo a insistir comigo sobre a importância de estudar muito. E quando digo insistir, quero dizer que falavam sobre isso o tempo todo. Tanto que receber elogios dos meus professores era um prazerzão para a Sabrina-criança: da minha perspectiva, era assim que eu garantia que meus pais sempre ficassem orgulhosos de mim (e de poupar meus ouvidos de broncas milenares).  Como consequência dessa criação, o inevitável aconteceu. Boa parte da minha identidade adolescente foi constituída pelo estereótipo CDF e logo fiquei conhecida como "a menina que estuda demais". 

Seguindo meus estudos, aos 14 anos, decidi pedir aos meus pais que pagassem um curso de inglês para mim. Todos os meus amiguinhos já estavam fazendo e eu sabia que uma hora ou outra esse conhecimento me faria falta. Mas o que eu recebi como resposta me pegou desprevinida e mudou para sempre a minha vida. Da boca da minha mãe, eu ouvi um alto, grandioso e redondo “não”. Isso mesmo: N-Ã-O! Apesar de me darem tudo o que podiam, meus pais não conseguiriam pagar por isso. E nenhum dos argumentos que eu havia ensaiado para mim mesma, durante dias, seriam capazes de mudar essa situação, simplesmente porque 200 pilas por mês não cabiam no orçamento da casa. Não só no daquele ano, mas nos orçamentos dos anos seguintes também. E o que eu fiz? Bem... Fiz o que eles me ensinaram a fazer desde que eu tinha 4 anos de idade, quando fui matriculada no pré-escolar: eu estudei.

A verdade é que viver na era da internet é um privilégio sem limites. Eu agradeço por isso todos os dias e essa é um das principais razões. Na internet, dá pra aprender qualquer coisa. Mesmo! Desde a fórmula de Bhaskara até matemática avançada. Desde fritar ovo até manter uma casa sozinha (afinal, foi por isso que nos conhecemos, certo?). Com o inglês, não seria diferente. Foi graças às milhões de aulas, artigos e vídeos online que eu transformei minha dificuldade em oportunidade. Hoje, não me imagino pagando uma escola para me ensinar a língua que for.

E assim sendo, compartilho contigo o guia de 6 passos que eu segui para aprender Inglês gastando um total de 0 reais - e que hoje é meu passo-a-passo oficial para aprender qualquer outro idioma novo.

1. Aprenda a estudar



Passo manjado? Sim! Mas se você não souber como estudar sozinha, meu bem, não há livro/aplicativo/professor que te salve. Por favor, não ignore a preparação. No YouTube, há milhares de vídeos ensinando técnicas produtivas de estudo e sugiro que você assista várias delas. Comece com os vídeos que falem sobre como ser um estudante ativo (o Descomplica possui um ótimo conteúdo sobre o assunto) e vá até as dicas mais direcionadas (procure por "como eu aprendi inglês/alemão/línguas-alienígenas/a-língua-que-queres-aprender" para acompanhar as experiências de outras pessoas). Crie, por fim, um compilado das suas dicas favoritas, teste por alguns dias e eleja as que mais funcionam no seu caso.

2. Crie uma rotina


Pense rápido! Como você acha que vai aprender mais: estudando 15 minutos por dia ou 2h todo sábado? Se você respondeu 2h todo sábado, sinto informar que VOCÊ ESTÁ ERRADO. Pode até parecer que só por estar acumulando mais tempo líquido semanal de estudo você está no lucro, mais a realidade é outra: no intervalo de uma semana e outra, é provável que a curva de esquecimento triture tudo que você aprendeu e mande pra’s cucuias. 


Você estará aprendendo mais do que se não tivesse estudado nada? É claro... Mas ainda não estará explorando todo o seu potencial de aprendizagem (e tem muito potencial aí dentro!). Portanto, encaixe o estudo em uma parte do seu dia, de modo a conseguir cumpri-lo continuamente. Só tem 15 minutos depois do almoço? Ótimo! Já dá pra assistir um vlog, ouvir um podcast, praticar o vocabulário no Duolingo ou, ainda, escrever um texto curtinho.


3. Baixe um bom guia de gramática 


Existe uma ferramenta que te permite encontrar vários guias completos de gramática em PDF, de forma fácil e totalmente gratuita. O nome dela é: GOOGLE! Basta procurar por "gramática inglês (ou seu outro idioma alvo) em pdf" e logo surgirá uma lista completinha esperando somente pelo seu clique para ser baixada. Combine-a com aulas de IPA (International Phonetic Alphabet) no YouTube e 90% do seu speaking/reading estará feito.

4. Descubra o seu aplicativo favorito




As lojas de aplicativos estão lotadas de opções para aprender línguas novas. Duolingo, Lingvist, Abba, Memrise, Babbel... O problema de tanta diversidade é que nem sempre é fácil encontrar um que seja perfeito para você. O que eu recomendo é reservar um tempo para testar alguns - enquanto o Duolingo é meu favorito, pode ser que o Memrise te agrade mais, e tá tudo bem. O importante é se sentir confortável com o aplicativo, porque é a partir dele que você vai treinar seu vocabulário todos os dias (lembra do passo 2? Então...).

5. Permute aulas


Todo mundo conhece um amigo que já se formou em um curso de Inglês. Troque algumas aulas dele por um conhecimento que só você tenha e possa oferecer. Espanhol por Inglês, Alemão por Web Design, Francês por Direção, que tal? O céu é o limite. Gastar uma hora por semana comendo pizza, enquanto fala na língua que você está aprendendo, vai te ajudar muito com pronúncia, vocabulário e em como se expressar no geral, que são habilidades difíceis de desenvolver sozinho.

Nenhum dos seus amigos fala o idioma que você está aprendendo? Sem problemas! No Meetup, vários grupos marcam encontros semanais/mensais para praticar e se conhecer melhor. Aposto que na sua cidade tem um também. Confirme presença, deixe a vergonha em casa e destrave esse músculo lindo que é a sua língua.

6. Assista vlogs


O boom do Youtube gerou uma coisa maravilhosa: vlogs por todos os lados. E por que assistir alguém mostrando a própria vida por 10 minutos pode fazer milagres no seu Inglês? Porque é assim que você vai entrar em contato com nativos, oras. E principalmente porque, infelizmente, na vida real ninguém fala na velocidade lenta do seu aplicativo. As pessoas falam rápido e você deve se acostumar logo com isso se quiser viajar e interagir com pessoas reais. Além do mais, é uma forma nova de conhecer diferentes culturas enquanto a grana para as viagens não atinge (nem dobra) a meta.



Eu ainda tenho algumas dicas extras? Sim! Mas elas ficarão para um próximo post.
Infográfico para pinar e não esquecer nunca mais ♥

Por ora, deixo como lição de casa que você coloque pelo menos um desses passos em prática. Eu sei que lemos infinitos artigos na Internet todos os dias e aplicamos pouco do que lemos. Esse teste servirá como um desafio: eu tenho certeza de que o passo escolhido logo te conquistará e fará com que comece a realizar os outros também. Se em algum momento a preguiça bater e você se deixar abater pelas suas condições ao invés de driblar seus desafios, lembre da lei máxima: "Não existem problemas grandes demais para os seus sonhos; grandes mesmo são as suas desculpas".

Por fim, não esqueça de compartilhar esse post com seus amigos e incentivá-los a dominar o mundo também. <3 Você é muito maior do que tudo isso, ser humano!

Postagens Semelhantes

15 comentários

  1. Me identifiquei total. Com 10 anos implorei pro meu pai me colocar em um curso de inglês porque eu amavaaa a língua. Recebi um belo não também por causa do preço aburdo das mensalidades. Pois aprendi foi sozinha! Com o que você falou e músicas o tempo todo. Traduzindo, cantando, lendo. Só 4 anos depois meu pai viu meu esforço e me colocou no curso de inglês e como eu já sabia bastante, pulei pro final do curso. Tive que trancar no último semestre (!!!!!) por causa da faculdade, mas em 2019 me formo de vez e feliz por ter aprendido muito sozinha <3

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  2. Eu amei suas dicas!
    Estou louca para aprender a falar inglês, mas não tenho $$$ para pagar um curso.
    Ano passado eu aprendia inglês básico com o app do pássaro verde (kkk). Mas acabei deixando de lado.
    Vou ver se crio vergonha na cara e começo a criar o hábito e a rotina para estudar e aprender essa língua fantástica (e sem gastar dim dim). :)
    Beijos.
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  3. Amei seu post, suas dicas vão ajudar muita gente que também quer falar inglês, mas não pode entrar em um curso. Assistir séries e filmes e ouvir música ajuda muito, né?

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. ADOREI suas dicas, com certeza podemos aprender muitas coisas sozinha tendo foco e disciplina nos estudos

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Excelentes dicas!

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Sabrina.
    O pior é saber que na escola publica a gente estuda inglês por anos e não aprende nada. O tanto de anos que a gente passa com a matéria era para todos falarem perfeitamente. Mas... Gostei das suas dicas e vou ver se paro com desculpas e esse ano eu aprendo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Óptimas dicas, e o melhor é mesmo seguir esses passos porque hoje em dia é essencial saber inglês! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  8. que legal! adorei saber disso!
    hoje em dia tá bem mais fácil né? tem muito aplicativo e muito material online!

    xoxo
    Guria do Século Passado

    ResponderExcluir
  9. Sabrina, suas dicas estão ótimas! E ajudam bastante!
    Eu tenho muita dificuldade com qualquer idioma. Apesar de já ter estudado inglês, hoje ele é zero kkkkkkkkkk. Preciso voltar a estudar. xD

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  10. Adorei a dica de assistir vlogs. Realmente a gente imerge no mundo da pessoa. É ótimo!

    ResponderExcluir
  11. Este post está perfeito!! Hoje é muito mais fácil aprender coisas novas, é só correr atrás e se dedicar! Eu estou doida pra me dedicar mais ao inglês, sou muito travada ainda mas preciso!

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
  12. Oi Sabrina, tudo bem?
    Adorei as dicas, todas muito práticas e úteis.
    Eu sou meio preguiçosa, acabo precisando do compromisso de ter aulas para fazer, sabe? Se depende da minha organização em ser autodidata, não consigo.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  13. São todas ótimas dicas.
    Eu fiz curso por 5 anos e sou formada, mas quero melhorar o inglês e algumas das dicas são ótimas pra isso.
    Beijos!
    www.pamlepletier.com/

    ResponderExcluir
  14. Eu também era a CDF, haha. Tirar notas boas pra mim era evitar o olhar de reprovação da minha mãe, que era pra mim pior do que levar uma surra, tanto que em toda a minha vida acadêmica eu nunca tirei uma nota vermelha. E super concordo com você, na era da internet é fácil aprender qualquer coisa, é necessário apenas ter disciplina, afinal, um homem que mora num bairro aqui perto do meu construiu uma casa de dois andares com mais de 200m² apenas assistindo a tutoriais na internet, fiquei boquiaberta. Eu não pretendo estudar línguas, mas ano que vem quero começar a estudar música, tenho um violão aqui parado e quero aprender a tocar sozinha, com a ajuda do Google mesmo.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  15. Adorei as dicas, eu tenho muita vontade de aprender sozinha inglês. Tem tantas aulas onlines, tem tantos aplicativos para ajudar. Eu só preciso parar e aprender a estudar melhor sozinha. O meu grande problema é nunca criar uma rotina de estudos com horários pré estabelecidos.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir