Como estudar para concursos e vestibulares usando o Microsoft Office - Moça de Casa | Carreira, estudos e rotina: de casa

Como estudar para concursos e vestibulares usando o Microsoft Office

by - novembro 12, 2018


Esse post foi escrito há alguns meses e retratava uma outra fase em minha vida. Embora essa fase já tenha passado, a ferramenta que indico aqui continua sendo muito útil e presente em outros estudos que faço. Portanto, espero que, ainda assim, possa ser útil para quem lê. Desfrute!

Eu sempre fui do time que defendia com unhas e dentes o uso da caneta e do papel nos estudos. Afinal, existem até pesquisas científicas sérias que comprovam o bem da escrita manual para a memória.

Mas o que eu descobri recentemente é que: não há pesquisa suficientemente capaz de substituir o que você sabe ser o melhor pra você, em determinado momento da vida. E, além disso, as preferências mudam como estações.

Logo eu, defensora ferrenha da bic e do caderno universitário, estou vivenciando um desses momentos de mudança. Há pouco tempo, eu comecei a concentrar 90%* meus estudos no computador (ainda faço resumos corridos de vídeo-aulas no papel, naquela caligrafia feia de quem só escreve para não ter que pausar a cada dois minutos para fazer um resumo bonito). 

Para isso, decidi não complicar demais: além de um calendário no listography, uso apenas as opções do Office.

Se você sente, assim como eu, que essa pode ser a sua vibe (afinal, é um produto "grátis" e supersimples), eu gostaria de te contar como tem sido a minha experiência e te dar algumas dicas. Vamos lá?


Word

No Microsoft Word, eu mantenho meu caderno de exercícios e meu caderno de erros (nesse último, usei as indicações desse vídeo da Bruna Knoblauch). Como eu geralmente recorro a sites de exercícios para encontrar questões (como o QConcursos e o Guia do Estudante, por exemplo) basta copiar e colar.

No entanto, se você faz uso de muitos PDFs, talvez o OneNote seja mais adequado para você, já que não é fácil editá-los no Word, não.


Excel

No Excel, eu faço o controle diário: horas brutas e líquidas estudadas, número de páginas/slides/cartões, data das próximas revisões etc.

Mais uma vez, usei as referências da Bruna, dadas nesse vídeo, para planejar a planilha de modo que o resultado fosse o mais intuitivo e organizado possível. Se ficasse muito complexo, é provável que eu tivesse desanimado. Por isso, deixei meus frufrus de lado e montei um modelo bem minimalista.

Para vestibulandos e concurseiros, não há nenhuma diferença gritante nessa parte. Afinal, ambos os estudos possuem um volume gigantesco de conteúdo a ser controlado.


PowerPoint

Minha aprendizagem é majoritariamente visual. Embora eu consiga utilizar métodos como resumos corridos no papel etc, a minha capacidade de assimilação é 200* vezes maior quando tenho mapas mentais e flashcards à disposição

A maior razão para ter escolhido o PowerPoint para esse fim (uma ideia que nunca sequer passou pela minha cabeça) é que eu não queria complicar demais as coisas usando aplicativos demais para estudar. Na internet, existem centenas de aplicações dedicados exclusivamente a criar mapas mentais. O MindMeister, por exemplo, é o queridinho da Thais Godinho. Mas me conhecendo bem há 20 anos, sei que nenhum deles me traria tanta calma quanto o PowerPoint traz. 

A solução, então, foi criar "cartões" em forma de slide. Neles, anoto de forma bem sucinta, usando o mínimo de palavras para o máximo de conteúdo possível: a missão deles não é me ensinar, mas, sim, dar dicas ao meu cérebro e estimulá-lo nas revisões. Sem encheção de linguiça!


OneNote

No primeiro tópico, eu sugeri que você utilizasse o OneNote para estudos via PDF, e aqui está o motivo: dá pra fazer tudo nele. Desde grifar e desenhar até inserir arquivos e editá-los ali mesmo. O OneNote é o meu verdadeiro caderno geral. 

Tenho uma sessão para cada disciplina e dentro dela insiro a matéria do dia: os cartões do PowerPoint + eventuais PDFs de teoria que eu esteja usando + a página do caderno de erros + a de exercícios, e até eventuais comentários importantes.

Para quem quiser aprender a usá-lo, a Gabi Ferreira fez um vídeo ensinando o passo a passo em tempo real aqui. Bem didático!

É a partir do OneNote que eu faço minhas revisões, porque tudo está centralizado ali. 

Eu poderia estudar somente pelo OneNote e deixar todas as demais aplicações do Microsoft Office de lado? Sim (com exceção, é claro, do Excel)! Mas a verdade é que eu prefiro usá-lo como somente último recurso. Sabe aquele caderno bonito cheio de letterings que você preenche ao final da sessão de estudos? Então... Ele é o meu.

Talvez funcione para você adotá-lo como única ferramenta, mas não funciona para mim, infelizmente. 



Bem, acredito que todos os comentários que eu poderia fazer a respeito da minha vivência atual está aí. Se te interessar que eu disponibilize os modelos que eu cito em cada tópico, deixe seu comentário. Quem sabe eu não disponibilizo alguns para download num próximo post... Me deixe saber se é uma boa ideia, ok?

Ah, não esqueça de me contar como você usa o Office no seu dia-a-dia! Ele é, de alguma maneira, uma ferramenta presente nos seus estudos? 

Muito obrigada e boa sorte!

*Todos os números aqui citados são resultados das minhas estimativas como mulher de humanas - talvez não muito confiáveis haha. 

Postagens Semelhantes

12 comentários

  1. Amei o post, o office é incrível para estudar
    beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Acredita que nunca havia pensado nessa possibilidade? Mas sou como você, preciso do papel e caneta ainda kkkkkkkk.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto de ouvir minha intuição, Pathy. Às vezes, essas coisas novas para as quais a gente torce o nariz acabam virando nosso novo segredo.

      Excluir
  3. Excelentes dicas!

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  4. Dicas bem bacanas, mas eu sou da turma do papel e caneta, sempre fui.
    Tecnologia ajuda, só que o grosso mesmo é escrevendo a mão para mim, hehe.
    :)

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda gosto de mesclar, Tecla. Testar é sempre bom! Obrigada pelo comentário. ♥

      Excluir
  5. Deste modo não rola comigo, ainda sou do tempo das antigas.. preciso de papel e caneta para estudar. rs

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O importante é usar o nosso melhor e permanecer aberto para outras possibilidades. Obrigada pela contribuição, Fê! ♥

      Excluir
  6. Apesar de já ter terminado escola e curso técnico, eu vivo em busca de conhecimento, principalmente espiritual. Tenho um caderno de anotações para estudos bíblicos e junto com ele e a bíblia eu também utilizo o Word, que eu acho uma ótima ferramenta. Tenho uma pasta no computador apenas com minhas anotações no word sobre assuntos bíblicos. Eu acho que ser organizado também ajuda muito nos estudos, e minha organização envolve as anotações manuais e as no Word.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredita que os estudos espirituais são os únicos que eu não consigo fazer no computador de jeito nenhum? Louco, né, Leslie. Que prazer é ler a sua experiência... Obrigada por comentar! ♥

      Excluir
  7. Nossa
    posso adotar essas dicas?
    Adorei!
    Quero muito saber quanto tempo estou "gastando" fazendo tal coisa, e como ser mais produtiva
    e acho que esse pode ser um meio pelo qual se enredar!

    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir