Como economizar em decoração: montando minha primeira casa - Moça de Casa | Carreira, estudos e rotina: de casa

Como economizar em decoração: montando minha primeira casa

by - novembro 23, 2018


Em um dos primeiros posts aqui do Moça de Casa, chamado Como se Planejar para Morar Sozinho, eu já tinha falado sobre como a gente tem essa péssima mania de querer que a nossa primeira casa tenha a cara do Pinterest.

Passamos meses olhando decorações, cores, produtos... Posição de fotos, de quadro, de móveis. Até com a cabeceira da cama nós sonhamos. Duvido que não tenha sido assim com você também.

Mas sonhar não é ruim, sabe? 

Encarar a realidade quando não nos planejamos financeiramente para ela é que costuma ser um verdadeiro banho de água fria. Afinal, algo me diz que todos esses itens que você vem pinando ultimamente precisarão ser pagos e, a não ser que Martha Stewart seja sua fada madrinha, é do seu bolso que o dinheiro vai sair. 

Aliás, você que ainda não mora sozinho: já experimentou procurar pelo preço daquela cadeira bonita que te encantou outro dia? Ou, então, deu uma olhada em orçamentos de penteadeiras planejadas e tapetes fofinhos? Se a resposta é não, eu recomendo. Poucas coisas trazem mais os pés ao chão do que móveis de quatro dígitos.

"Ah, Sabrina, mas eu já me mudei... Como eu faço para decorar agora?". Primeiramente, parabéns. Ter um lar é uma responsabilidade e tanta, mas você dá conta (embora, às vezes, a vontade que dá é de sentar no sofá e chorar até gotejar no apartamento de baixo. Eu sei). Segundo, que o post de hoje é especialmente para você!  

A seguir, eu separei as minhas melhores dicas de decoração econômica. Afinal, ainda dá tempo de criar uma decoração bacana, mesmo que o seu orçamento seja pequeno, ok? Criatividade em mãos, vamos lá!

1. Se acalme

Não, você não leu errado. A minha primeira dica de decoração é essa mesmo: se acalme. 

Digo isso porque, na ânsia de trazer o tal conto de fadas doméstico lá do Pinterest para a vida real, muitas pessoas acabam fazendo escolhas erradas e se endividando. Ou, então, gastando em itens caros que, sozinhos, nem fazem tanta diferença assim no visual geral da casa. 

Quem nunca viu um mural ou um vaso bacana, mas que não combinava com mais nada no ambiente? É por isso que é preciso ser estratégico ao decorar. Tudo bem se o processo demorar alguns meses para se completar, desde que, ao acabar, você se sinta feliz com seu trabalho. Aquieta esse coração: ansiedade nunca é boa conselheira pra ninguém.

2. Tutoriais 

Acredite, para toda tendência existe um tutorial correspondente no YouTube.

Lembra da calma que eu te pedi acima? Ela será essencial nesse momento. 

É preciso tomar muito cuidado ao manusear materiais e anotar medidas. Diminua a velocidade ou pause o vídeo se julgar necessário. Peça a ajuda de parceiros e amigos talentosos. 

Leve dias para concluir, mas se dedique a dar o melhor acabamento que conseguir. Não vale dizer que não tem talento para essas coisas e fazer de qualquer jeito: é óbvio que não vai dar certo. Com dedicação e um punhado de paciência, sai algo bonito, sim. 

Confie em mim: se eu consegui, qualquer um consegue.



3. Outlets

Assim que eu me mudei pela primeira vez, descobri que tinha dado a sorte de ter um desses outlets de móveis bem na avenida principal do meu bairro. Os preços eram incríveis (paguei r$200,00 em uma mesa de jantar) e, desde então, eu virei fã incondicional desse tipo de loja, que combina a qualidade das grandes marcas com o preço de lojas populares. 

Pode ser que, na sua região, você não encontre uma dessas por perto. O que eu recomendo, nesses casos, é o seguinte: procure pelo outlet mais próximo, junte uma boa quantia e escolha, pelo menos, dois ou três móveis que queira comprar. Assim, você evita desperdícios com o frete! 

São poucos os outlets que incluem o serviço de transporte na compra e é importante ficar de olho, ok? Mesmo assim, quando colocados na ponta do lápis, os gastos compensam (e muito).

4. Desapego

Essa é a hora em que seus dotes de garimpo são postos à prova. 

Não se iluda a ponto de crer que, já na primeira busca, você vai encontrar exatamente o que está procurando. Pode acontecer, mas o mais comum é que seja necessário passar algum tempo olhando anúncios e descartando tranqueiras. 

Para facilitar, entre sempre com o produto desejado (e os seus requisitos) bem definidos. Lembra que falamos, acima, das pessoas que gastam por impulso e só depois descobrem que os produtos que compraram são inúteis? É fácil se tornar uma delas navegando pela OLX ou em grupos do Facebook. 

Para evitar isso, se proteja de boas fotos e vendedores cheios de lábia tendo em mente apenas o seu real objetivo. Não barganhe com o seu lado consumista.


5. Produtos "multiuso" 

Plantas com belas flores alegram qualquer cômodo. Vasos bonitos, além de abrigar quinquilharias, enfeitam as mesas. Potes estilizados organizam e harmonizam estantes e armários. Entende onde quero chegar? 

Existem vários itens baratos que, mesmo não tendo como função principal decorar, servem muito bem para esse fim. É até um pensamento bacana para se ter em mente na hora das compras: será que não há uma versão desse produto que me ajude também na decoração? 

Eu sou uma fã das flores, mas pode ser que você se apaixone por outros temas. Tudo bem. Apenas mantenha o faro apurado e se divirta (aos amiguinhos de Design, o meu "muito obrigada").

Bom... Por hoje é só. Se você tem algum dica matadora de decoração, compartilhe conosco: ela pode ajudar outros leitores e, de quebra, ainda aparecer num post bônus.

Muito obrigada e boa sorte!

Postagens Semelhantes

2 comentários

  1. Adorei as dicas Sabrina! A ideia de morar sozinha ainda está bem distante pra mim, mas já é bom saber de alguns truques e não pirar tentando ter uma casa pinterest mesmo haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chega mais rápido do que você imagina, Clau. Boa sorte! ♡

      Excluir